Futebol Campo
Futebol Society
Volei
Peteca
Tênis
Eventos

Informes do Granada

Confira a informação completa abaixo

Mal Súbito e Prática do Esporte

A vida é cheia de surpresas. As pessoas normalmente pensam que os problemas de saúde se desenvolvem apenas na terceira idade, mas a história não funciona exatamente assim. Na infância, juventude ou início da vida adulta elas podem sofrer uma morte inesperada por causa de mal súbito.

O mal súbito pode acontecer durante a prática de um esporte.

O mal súbito mata 212 mil pessoas por ano no Brasil. Só no estado de São Paulo, o problema faz mais de 20 mil vítimas fatais anualmente. Este número é bastante preocupante e requer que as pessoas fiquem atentas aos indícios que sinalizam o problema.

O que é mal súbito?

O mal súbito é qualquer sintoma clínico que caracteriza a perda súbita da consciência, ou seja, das funções principais do indivíduo. O problema se manifesta de repente, em pessoas aparentemente saudáveis.

De todos os casos de mal súbito, cerca de 90% são desencadeados por arritmias cardíacas. O coração da vítima deixa de bate normalmente e adquire batimentos descompassados. Este movimento, por sua vez, não é suficiente para enviar o oxigênio aos órgãos vitais.

O atendimento precisa ser muito rápido.

Quais são os sintomas do mal súbito?

Não existe uma forma de identificar o mal súbito, pois como o próprio nome já diz, ele acontece de repente. No entanto, é possível identificar os sinais de algumas doenças que desencadeiam esta perda súbita de consciência, que na maioria das vezes, leva morte.

Dores ou aperto no peito são sintomas.

O infarto agudo do miocárdio e as arritmias são os principais causadores do mal súbito. Estes problemas cardíacos podem se manifestar através de incômodo peso ou dor no peito, batimentos acelerados, ânsia de vômito, dores de cabeça inexplicáveis, formigamento no corpo, falta de ar, tontura, palidez, sudorese e desmaio.

Primeiros socorros do mal súbito.

Em casos de mal súbito, o atendimento precisa ser muito rápido para que a vida da vítima possa ser salva. Confira os primeiros socorros:

1º Passo: Só ajude uma pessoa desmaiada se você se sentir em condições para isso. Caso contrário, chame outra pessoa.

2º Passo: Vias Aéreas. Mantenha a calma. Aproxime-se e certifique-se de que a pessoa está respirando. Se não estiver, abra a boca da pessoa empurrando o queixo para cima com uma mão, e a testa para trás com a outra.

3º Passo: Manobra PCR (Parada Cardiorrespiratória). Se mesmo nessa posição a pessoa continuar sem respirar, comece as manobras de reanimação cardiopulmonar, se souber fazê-las.

4º Passo: Posição de segurança. Se ela estiver respirando, deite-a de lado. Isso evitará que, se a pessoa vomitar, o conteúdo vá para os pulmões.

5º Passo: Se a pessoa desmaiada for uma mulher grávida, você deverá deitá-la do lado esquerdo, para o sangue circular melhor.

6º Passo: Quando a respiração estiver garantida, procure elevar as pernas da pessoa cerca de 30 cm.

7º Passo: Não deixe que curiosos se amontoem em volta. Procure manter um espaço com ar fresco em volta do desmaiado.

8º Passo: Se você encontrar uma pessoa desacordada dentro de um lugar fechado ou com aquecedores, retire-a desse ambiente e abra as portas e janelas próximas.

9º Passo: Charme uma ambulância, ou se o desmaiado se recuperar, acompanhe-o até um pronto-socorro. Ligue 192 SAMU.

Como prevenir mal súbito?

  • Beba bastante água, principalmente nos dias quentes;

  • Faça exames cardíacos periodicamente para verificar se está tudo certo com o coração;

  • Pratique exercícios físicos regularmente;

  • Mantenha uma dieta alimentar balanceada e com pouco teor de gordura;

  • Não fume;

Depois de conhecer quais são os sintomas do mal súbito, saiba que todas as dicas de prevenção mencionadas acima devem ser levadas ainda mais a sério por quem tem casos de infarto e pressão alta na família.

Dr. Ricardo Coimbra Garcia – CRM 55920 – Cardiologista

Clínica Vida Nova